Central de notícias

Projeto realizado na EMEF Lourides Dell Porto inova ao ensinar Educação Financeira de uma forma lúdica e na prática

Publicado em 16/12/19 04:32 PM

Com a modernidade tecnológica que avança a cada dia, as atividades escolares tornam-se coisas “maçantes” para muitos educandos. O grande desafio dos professores atualmente é propor atividades que prendam a atenção de seus alunos.

Pensando nisso a professora Herbe de Souza, do 3º ano E da EMEF Lourides Dell Porto, vem desenvolvendo, desde o ano passado, o projeto “Matemática Financeira”.

Com base nos dados do IDEB da escola, a professora viu que uma das maiores dificuldades dos alunos ao final do 5º ano era a matemática. Dessa forma foi elaborado o projeto de matemática, inicialmente, para que coisas simples do dia a dia não ficassem apenas em situações rotineiras como lousa e giz.

O projeto inicia com as crianças recebendo uma espécie de “salário” para frequentar as aulas, e serem bonificadas por suas tarefas realizadas. Após o início das atividades, além da melhoria do comportamento, o ganho na aprendizagem melhorou quase que 100%.

Durante os meses o aluno acumula dinheiro com salário recebido. A cada dois meses ele realizada a compra no mercado dentro de sala, eles compram desde material escolar, quanto brinquedos, usando assim as habilidades da adição e subtração, além da economia que fariam para a próxima compra.

Eles também vivenciaram a variação dos preços dos produtos entre um mercado e outro, conseguindo relacionar o quanto os preços aumentavam ou diminuíam, tirando suas conclusões sobre comprar ou não, naquele momento ou naquele mercado, se teriam dinheiro suficiente, ou teriam que fazer um empréstimo.

Para finalização do projeto, os alunos vivenciaram em uma aula de campo no ano de 2.018, o uso real do dinheiro que possuíam. Foram ao supermercado atacadista Roldão, e puderam ver na prática o que poderiam comprar ou não e entender o uso social do dinheiro.

Esse ano, o projeto voltou com nova roupagem: os alunos puderam opinar sobre o que ganhariam e onde haveria perda. Um dos exemplos foi o prêmio do aniversariante e bonificação para a realização de leitura em outra sala. Assim as crianças ficaram mais motivadas para a tarefa, não apenas pelo valor que receberiam, mas também, pela valorização de ler para todos, não ficando apenas para o professor essa função. Também foi instituído o Demonstrativo de pagamento (Holerite), que além de ajudar na hora do pagamento, o aluno consegue fazer uma estimativa de quanto ira receber no próximo pagamento se não faltar e realizar as tarefas de casa.

Os alunos “adotaram” dois cofres: a Fofinha e o Harry, um para cada sala, que tiveram como objetivo poupar a quantia de 40 reais para que os alunos pudessem pagar um passeio ao cinema. No dia 04 de dezembro os alunos assistiram ao filme “Malévola 2”, com direito a pipoca e lanche, frutos da Educação Financeira que tiveram ao longo do ano e de muito planejamento.

 

Todos os direitos reservados Portal Caieiras.